1 CORÍNTIOS 13

1 Coríntios 13
Demetrius Vasconcellos

Até o versículo 3 o texto nos mostra explicitamente que sem amor nada seremos e nada mais tem valor.
Somos como um ruído de um metal, podemos manifestar os dons, podemos ter conhecimento, podemos ter uma fé que pode até mover montanhas, mas se não tivermos o amor nada somos.

Temos uma lista de coisas espirituais, próprias de quem tem uma vida espiritual, mas se não houver o amor, nada disso adianta.

Ler mais

JESUS, A PLENITUDE DE DEUS

Semana de 14 de maio a 20 de junho de 2020

Leitura: João 1.15-18

A palavra “revelar” significa “tirar o véu”. João declara que: “Ninguém jamais viu a Deus; o Deus unigênito, que está no seio do Pai, é quem o revelou.” Jesus é a plenitude de Deus, por meio de quem vieram a graça e a verdade. O que Ele disse, o que Ele fez, e tudo o que nos mandou fazer precisa vir antes e estar acima de qualquer coisa que esta vida terrena e passageira possa nos oferecer. Homens e mulheres de grande intelecto tentaram entender o universo e ordenar todas as coisas com uma visão humana, ou mística, mas sem a revelação de Jesus Cristo. Basta olharmos para o mundo hoje e facilmente concluiremos que todos falharam.

Somente pela revelação de Jesus como Deus é possível entender o seu propósito eterno e como somos incluídos nele. Se não estamos experimentando ou praticando a plenitude da vontade de Deus, precisamos clamar por essa revelação.
Como João Batista, vamos exclamar para nós mesmos e para o mundo perdido que somente em Jesus temos tudo que precisamos para vivermos neste mundo condenado: plenitude, verdade e graça sobre graça.

Faça download do card e compartilhe.